ATRATIVOS - CONTEMPLAÇÃO E CULTURAL

JUQUINHA

Descrição do Atrativo: Em  um  platô  no  alto  da  serra,  na  região  do  Alto Palácio se encontra a estátua  do Juquinha  com  seus  imponentes 3 metros de altura, como se fosse o guardião de toda beleza natural que cerca  a Serra do Cipó. Figura folclórica da serra, cuja fisionomia castigada pelo sol, lembrava a figura de um gnomo ou de um duende. Andava  a  ermo  pela serra colhendo flores, mudas e raízes e ofertando tais produtos aos turistas em troca de dinheiro ou algo que era de seu interesse.

Em 1987 o  Prefeito  de  Morro  do  Pilar quis imortalizar tal figura, com a construção de uma estatua no alto da serra, cuja  ideia  foi  aderida  pelo  Prefeito  de  Conceição do Mato Dentro e então o serviço foi encomendado a artista  plástica  Virginia  Ferreira,  que se  mudou para o local da construção, no alto da serra, perto de uma de suas moradas, próximo a entrada para a cachoeira da Capivara e 8 meses depois entregou a estátua do Juquinha.

 

Acesso ao Local: Saindo do CHAPA-RRAL’S Restaurante,  seguir  pela  MG 10  no  sentido  de Conceição do Mato Dentro por aproximadamente 18 km. No alto da serra avista-se a estátua à esquerda da rodovia.

 

Endereço: MG 10 - Km 118 - Alto Palácio.

 

Forma de entrada: Permitida e Gratuita. Não se esqueça de trazer seu lixo de volta.

MORRO DA PEDREIRA

Descrição do Atrativo: O Morro  da Pedreira localizado na área do distrito Serra do Cipó no bairro da Vacaria, em frente à ACM/MG,  tempos  atrás  era  um  local  explorado por uma mineradora, para a extração de mármore, hoje é um local preservado,  principalmente  com  a  criação  da  APA – Morro da Pedreira,  que  teve  o  nome  em homenagem a esse lugar. Com um grande impacto negativo ao meio ambiente no passado, hoje podemos dizer que é o símbolo de uma preservação e da beleza natural da Serra do Cipó.

O local é hoje um dos pontos preferidos para prática de escalada na Serra do Cipó (veja Atrativos – Escalada)  e também um ótimo lugar para a prática de rapel.

 

Acesso do Local: Saindo  do  CHAPA-RRAL’S Restaurante seguir pela MG 10 sentindo Conceição do Mato Dentro, logo  após  passar a ponte sobre o ribeirão do Soberbo vire a esquerda e seguir mais 100 metros até a entrada da Pousada Camping Grande Pedreira, seguir até a portaria da pousada.

 

Endereço: Pousada Camping Grande Pedreira

 

Forma de Entrada: Permitida  e  Gratuita com autorização do pessoal da Pousada. Não se esqueça de trazer seu lixo de volta.

TRILHA DOS ESCRAVOS E MÃE D'ÁGUA

TRILHA DOS ESCRAVOS

 

Descrição do Atrativo: Localizada  na  área  da  APA-Morro da Pedreira,  tem-se uma trilha de forte inclinação, construída em toda sua extensão e largura,  com  pedras  unidas e de tamanhos variados, fincadas ao solo, ladeada por  uma  vegetação  típica  de  cerrado  e  que  nos  leva  ao  alto da Serra, no caminho para a Mãe D’água. Diz a historia,  existem  algumas  controvérsias,  que  a  trilha  foi  construída  por  escravos  no  intuito   de  escoar as mercadorias e as riquezas do ciclo do ouro e do diamante, pela Serra do Espinhaço, no século XVIII.

É uma boa opção para os adeptos de caminhadas, pois é considerada de média dificuldade e durante a  subida  tem- se uma vista privilegiada do Morro da Pedreira e do distrito Serra do Cipó.

 

MÃE D'ÁGUA

 

Descrição do Atrativo: Localizada  em  uma  região  de matas de galerias e campos rupestres, que por entre sua formação rochosa, se encontra a nascente do ribeirão do Soberbo, local que devemos preservar a todo custo, pois em seu curso irá se formar uma das mais  belas  cachoeiras da Serra do Cipó, a cachoeira Véu da Noiva. As águas do ribeirão  Soberbo  ao  longo do seu percurso banha a parte de baixo do distrito Serra do Cipó, até desaguar no Rio Cipó,  após a ponte da MG 10.


Acesso ao Local: Saindo do  CHAPA-RRAL’S  Restaurante  seguir pela MG 10, sentido Conceição do Mato Dentro uns 400 metros até a entrada da trilha, que fica a direita na subida da Serra.

 

Endereço: MG 10 - altura do Km 100,5

 

Forma de entrada: Permitida e Gratuita. Não se esqueça de trazer seu lixo de volta.

MIRANTE DA SERRA

Descrição do Atrativo: Localizado na  subida da serra, na parte do calçamento, encontramos o mirante da serra, que ainda mantêm  a  estrutura  de  proteção em concreto da antiga estrada de terra que ligava o antigo distrito Cardeal Mota, hoje Serra do Cipó  a  Conceição do  Mato Dentro. Local de onde se tenha uma bela vista do Morro da Pedreira e do distrito Serra do Cipó.

 

Acesso ao Local: Saindo do CHAPA-RRAL’S  Restaurante  seguir pela MG 10, sentido Conceição do Mato Dentro, na via de calçamento a mais ou menos 2,5 km chegamos ao mirante, que fica a esquerda de quem sobe e há local para estacionar o carro.

 

Endereço: MG 10 - altura do Km 102,5

 

Forma de entrada: Permitida e gratuita. Não se esqueça de trazer seu lixo de volta.

Morro da Pedreira a Direita

FAZENDA CIPÓ VELHO

Descrição do Atrativo: Uma  fazenda  em estilo  colonial do século XVIII com suas paredes de taipa, que já foi hospedaria de tropeiros  na  época do Brasil Colônia. Em suas construções encontramos uma grande senzala, sendo que em uma de suas celas  abriga  o  Museu  Espaço  Inhá  Rita,  que  conta com  um  acervo de fotos, documentos, objetos  de  utilidades  domestica  e  de  construção  entre outros, mostrando um pouco da cultura daquela época. Temos a capela datada de 1829  e  que  já  foi  restaurada  e  ainda  hoje são celebradas missas em seu interior e outros  eventos  religiosos,  tudo bem  cuidado  e  preservado.  Encontramos  ainda  um moinho  D’água  em atividade para se moer o milho na fabricação do fubá.

 

Acesso ao Local: Saindo do Chapa-Rral’s Restaurante  seguir  pela  MG-10 sentido BHte, até a barreira do posto fiscal, na altura do Km 94. Entrar na marginal da rodovia  no  posto  fiscal e entrar a primeira à direita e seguir nessa estrada de terra até a sede da fazenda.

 

Distância: Do restaurante até a Fazenda  Cipó Velho são aproximadamente 8 km.

COMUNIDADE QUILOMBOLA DO AÇUDE E O CANDOMBE

Descrição do Atrativo: A comunidade quilombola do Açude consiste em aproximadamente 11 famílias e mais de 60 pessoas que estão nessas  terras,  a  mais  de  120 anos,  quando  aqui chegaram  os  primeiros escravos vindo  da Fazenda Cipó Velho. Eles e seus descendentes lutaram muito para se manterem em suas terras, hoje reconhecidas pelos Governos Estadual e Federal.  Hoje os  residentes  no  Açude  se consideram uma grande família, mantendo as tradições  e  os costumes  de  seus antepassados.  A  comunidade  do  Açude hoje  já  conta com certo prestigio e reconhecimento, pois  foram  premiados  em  novembro  de 2004, pelo  Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a medalha da Ordem do Mérito Cultural.

A  palavra  Candombe  significa  dança  sagrada  e  é  uma cerimônia que nasceu no tempo da escravidão e de suma importância cultural  para  seu  povo. Hoje é a principal expressão cultural da comunidade Quilombola do Açude. Com uma data certa que é o segundo sábado de setembro, o Candombe do Açude segundo seus moradores,  “só não é comemorado quando chove, pois os tambus precisam ser afinados na fogueira”, mas fora isso todo dia é dia  para o Candombe.

 

O Candombe é uma  manifestação  afro-brasileira  é a principal das Oito Guardas do Congado, sendo as demais o Congo,  Moçambique,  Catopés,  Marujos,  Cavaleiros de São Jorge,  Vilão e  Caboclinhos. O Candombe  homenageia Nossa Senhora do Rosário e é uma das mais primitivas manifestações de Minas Gerais.

O  “Candombe do Açude”  é  tocado  com  uma  “caixa batuqueira”  e  três  tambus (grande, do meio e tambuzinho), instrumentos musicais de madeira de saboeiro,  afinados  na  fogueira de modo que seja possível esticar o som do couro de boi da tampa. Na apresentação, um músico puxa uma toada, pedindo permissão  para cantar:  “O sinhô me dá licença...”. No “Candombe do Terreiro”,  o  público presente  entoa  cantigas  de improviso. Homens, mulheres e crianças  caminham  para  o  centro  do  terreiro onde estão os músicos, dançam e cantam. De modo geral, cantam tiradas bem-humoradas ou pedem a bênção de Deus. A  festa segue até a madrugada, e é servido bolo de fubá para os convidados. Mas o combustível dos candombeiros é mesmo a tradicional cachaça mineira.

 

Acesso ao Local: Saindo do Chapa-Rral’s  Restaurante seguir pela  MG 10 sentido BHte, até a barreira do posto fiscal, na altura do Km 93,5. Entrar na marginal da rodovia no posto fiscal e entrar a primeira à direita e depois a primeira esquerda e descer até o fim dessa estradinha de terra.

 

Distância: Do restaurante até a Comunidade do Açude são aproximadamente 7 km

Fontes:

Parna da Serra do Cipó

Cipoeiro Expedições

www.trilhados.blogspot.com - Os caçadores de Cachoeira

Horário de Funcionamento em Função da Pandemia - Covid-19:

 

RESERVAS: (31) 98644-4058 - 99652-0308

 

  Quinta - Sexta - Sábado - Domingo - Segunda

 Das 12:00 hs ás 20:00 hs 

 Aceitamos Cartões Somente de Débito